O melhor Clube de Aeromodelismo do Brasil!!!

GLOSSÁRIO

  • Aeroclube: local sonhado pelo aeromodelista e que causa saudade já na saída. Apropriado para beber cerveja, secar a inauguração dos aeromodelos dos outros, comer churrasco, contar vantagens, regular a lenta do motor, ajustar ângulo da asa, ajustar trens de pouso, testar rádio, colar balsa, ajustar a alta do motor, trocar informações, discutir se óleo de rícino é melhor que sintético, discutir se vale a pena utilizar nitro no combustível, dar gargalhadas quando o aeromodelo dos outros se espatifa no chão (ver momento de nariz). De vez em quando, voar;
  • Aeromodelista: Aquele curioso que pensa que sabe e entende de tudo sobre aeromodelismo;
  • Agulha do carburador: Peça para todos fuçarem, de fácil quebra na queda e difícil de ser encontrada nas lojas do ramo;
  • Asa: Ver asas;
  • Asa alta: aeromodelo que possui sua asa em uma posição alta;
  • Asa baixa: aeromodelo que possui sua asa em uma posição baixa;
  • Asa média: aeromodelo que não é asa alta e nem asa baixa. Normalmente acompanha um farroupilha (pão cacetinho, presunto e queijo);
  • Asas: Ver biplano;
  • Aterrisagem: Bater primeiro com as rodas no chão e depois da vários pulinhos;
  • Aterragem: Bater com tudo de uma vez só no chão;
  • Biplano: Ver asas (duas vezes);
  • Bateria (Ni - start): Serve principalmente para desconfiar que não esta carregada e pedir emprestada ao colega;
  • Bequilha: Peça de arame com rodinha em borracha na ponta, que entorta todas as vezes que o aeromodelo pousa;
  • C.G: Ponto sempre procurado e encontrado no lugar onde não deveria de ser. Também pode ser Com que Gravidade a hélice bateu no dedo do aeromodelista;
  • Combustível: Material caro, que dê um trabalho danado pra limpar do modelo após o uso;
  • Carburador: Um monte de peçinhas e parafusos, que todos mechem mas ninguém entende. O mais comum fica atrás da hélice antes do modelo cair;
  • Cabrar: Ato de tentar tirar o aeromodelo de uma queda fatal;
  • Decolagem: Ato de arrancar o aeromodelo do chão fazendo uma curva do lado contrário que o piloto imaginava fazer;
  • Interferência: Problemas causados pela peça que fica atrás do transmissor, é a maior causadora de quedas, porém, nunca admitida;
  • Direção do Vento: direção em que o vento sopra, normalmente mudando a todo instante. Para veteranos orienta qual a direção da decolagem, para manicacas, bem, pouco importa...
  • Empenagem: Rabo do avião, normalmente empenado, que as vezes sobra após uma queda;
  • Estabilizador: remédio do tipo calmante, muito comum entre os aeromodelistas, e que deve ser ingerido logo após a inauguração de um novo aeromodelo, ou logo após o salvamento de um aeromodelo. Possui ação sobre a tremedeira que dê depois destas situações estabilizando o indivíduo...
  • Flutter: assim como o saci- pererê e a mula sem cabeça, todo mundo sabe o que é, mas nunca ninguém viu...
  • Frequência: número de vezes que o aeromodelista esquece de verificar se não há outro canal igual ao seu em uso, derrubando o avião dos outros;
  • Gama FAI: Eletrocardiograma no céu;
  • Hélice: Primeira peça a tocar no chão após um vôo mal sucedido. Serve também para fatiar dedos e dar lucros p/ logistas e farmâcias;
  • Helicóptero: Avião de rosca;
  • Incidência: É a ciência do chutômetro, feito com um palitinho de sorvete (usado), na frente ou atrás da asa;
  • Interferência: Fato sempre culpado pela dederência. Acontece muito entre os veteranos, quando derrubam seus modelos;
  • Jato: Avião barulhento, que precisa de cinco pessoas para ligar, embora seja o que se tem de mais avançado usa uma garrafa de Coca Cola como tanque e seu trem de pouso raramente funciona no pouso;
  • Loja especializada: Local onde procuramos aquilo que eles não tem, e compramos um monte de coisas que não estávamos precisando; quando chegamos em casa, verificamos que não compramos o que queríamos;
  • Manicaca: É o principiante de pilotagem, MANIacos que normalmente só fazem CACAS;
  • Manobra: Perda momentânea do controle do aeromodelo;
  • Modelo escala: Replica de avião, que não sai da parede do aeromodelista;
  • Modelo FAI: Aeromodelo que leva no mínimo 1 hora para prepará-lo para voar, e dê sono a quem está assistindo o vôo;
  • Modelo esporte: Caixote com asas para treinamento de como atingir a pista, sem danificá-lo muito;
  • Momento de Cauda: exato segundo anterior ao momento de nariz quando o aeromodelista ainda consegue ver a cauda do seu avião colada na fuselagem. Observação: todo momento de cauda é obrigatoriamente precedido por um momento de nariz;
  • Momento de Nariz: exato momento em que o avião se espatifa com o nariz no chão, com motor a pleno. É a aterragem de nariz;
  • Motor: Engenhoca que em casa funciona as mil maravilhas e na pista dê um trabalho danado para funcionar; morre fácil, não dê marcha lenta, etc...
  • Mecânico: Puxa-saco de piloto;
  • Nariz: Parte dianteira do aeromodelo, onde na maioria das vezes fica o motor. (p.s; Quando falamos a um manicaca para levantar o nariz do aeromodelo ele levanta sua cabeça);
  • Over wing: Manobra que poucos sabem fazer e precisamos de dicionário em Inglês para sua tradução;
  • Pista: segmento ou faixa de terra, coberto por grama, terra, asfalto ou qualquer outra cobertura, raramente utilizado por manicacas. Alguns aeromodelistas desconhecem a existência deste;
  • Pouso: Agressão a pista;
  • Profundor (1): equipamento que serve para medir a profundidade do buraco aberto pelo aeromodelo logo após a ocorrência de um momento de nariz;
  • Profundor (2): assim como o vento, é também acusado de ser o culpado pela maioria das quedas de aeromodelos de manicacas e aeromodelistas experientes, porém, envergonhados e sem saber o que dizer para os outros...
  • Queda: Ver pouso;
  • Receptor: Equipamento eletrônico que fica dentro do aeromodelo antes e durante o vôo e fora após a queda, normalmente sofre de interferências estranhas;
  • Sustentação: Gasto mensal com o equipamento;
  • Trem de pouso: Conjunto de arames e rodinhas que sempre entortam na hora do pouso. Agressor da pista;
  • Retrátil: Idem trem de pouso, que normalmente não funciona e entra dentro do aeromodelo na hora do pouso ou no taxi;
  • Starter: Aparelho economizador de dedos;
  • Tanque: Recipiente onde é depositado o combustível, terra e outros detritos entupidores de carburador;
  • U-Control: Modalidade do aeromodelismo, onde o aeromodelista amarra o avião com duas cordinhas para fazer teste de labirintite;
  • Vela: Pecinha que fica na parte superior do motor sempre acusada de estar queimada quando o motor não pega;
  • Vento: fenômeno atmosférico que é o culpado e principal explicação para todos os erros de pilotagem dos manicacas e alguns veteranos também. O sonho do aeromodelista é pilotar no vácuo, se pudesse...
  • Vento atravessado: é o pior dos ventos, coisa do demônio;

CONTATO

Avenida Mendanha, 5000

Centro - Viamão/ RS

contato@gvrc.com.br

SEJA SÓCIO

O melhor Clube de Aeromodelismo do RS!
Venha fazer parte você também.
Preencha o formulário

GVRC © 2016 | Todos os direitos reservados
desenvolvido por